Especial: Potter Day ...

 

 Como havíamos mencionado, dias anteriores, um especial das sagas que dominaram os jovens adultos e as mais diversas idades, seria feito. Portanto, como também explicado, começaremos com o Potter Day.
Queremos agradecer por todos os envios e pela animação dos fãs que permitiram que isso pudesse ser realizado! 
Bjks e aproveitem as delicinhas, após o Read More!



  1. Depoimento:  

 Para mim é praticamente impossível escolher um livro apenas, da saga do bruxinho que tem que defender todo o mundo mágico de Você-sabe-quem. Amo como toda a história é desenvolvida e de que como, ano a ano, em Hogwarts, ele aprende mais sobre o mundo em que nasceu, mas que demorou 11 anos para encontrar.

Não é preciso contar a ninguém que Harry, o filho querido de Tiago e Lílian, foi o único sobrevivente do ataque do bruxo mal, Voldemort, e foi criado pelos tios “trouxas”, e que já era matriculado na escola de magia e bruxaria desde que nasceu, e que no trem conheceu seus inseparáveis amigos, Hermione e Rony, e que juntos encontraram a pedra filosofal e a câmara secreta. Descobre que seu padrinho era o prisioneiro de Azkaban. E começou a lutar contra Aquele-que-não-se-pode-ser-nomeado, no cálice de fogo. Conheceu a ordem da Fênix. Perdeu Dumbledore, seu mentor no enigma do príncipe,e finalmente, teve sua grande chance, chegando a “morrer”, na maior guerra de bruxos da historia em as relíquias da morte.

Crescer com uma história como essas,nos torna íntimos dos personagens.Eu sempre penso em Harry, Hermione, Rony e todos os bruxos de sua idade,como os amigos da escola que eu amaria ter, nos professores, como aqueles que eu queria que me ensinassem como andar em vassouras, cuidar de animais ou plantas, ler borras de café, enfrentar o medo, levantar penas no ar ou até mesmo desaparatar.E como eu gostaria de ter uma varinha feita de carvalho com escama de dragão,de algum lugar,para duelar contra os comensais da morte.

Enfim, essa é uma daquelas histórias clássicas, que os pais comprarão para seus filhos como incentivo a leitura. E devo dizer que conheço muita gente que passou a ler graças a J.K Rolling e seus bruxinhos, o que me deixa muito orgulhosa, porque eu mesma sou uma delas.

Recomendando mais uma vez: se em uma noite de chuva, você quiser sair um pouco da realidade do “mundo dos trouxas” e se aventurar pelo mundo mágico, então,me encontre na Estação de King’s Cross,na plataforma 9 ¾ ,mas não se atrase,ou vai dar de cara com a parede. Se quiser mais detalhes sobre as aventuras do bruxinho, mande uma coruja, elas nunca falham.


 Enviado por Carolina Passos 

   

2.   Curiosidades acerca da saga.
  
Pedra Filosofal:
  • Harry Potter e a Pedra Filosofal começou a ser escrito em 1990, mas só foi finalizado em 1997. Durante esses anos, além de modificar a história inúmeras vezes, JK Rowling também planejava os seis livros seguintes. Em uma entrevista, ela disse que o nome de todos os principais personagens que aparecem durante a série foram escolhidos antes do primeiro livro ser lançado.
  • O livro foi recusado por dez editoras, até ser aceito pela pequena Bloomsbury. Um dos principais motivos das recusas era o tamanho de Pedra Filosofal, considerado grande demais para um livro infantil.
  • Ao comprar os direitos de impressão do livro nos EUA, a editora Scholastic temeu que os leitores americanos não se acostumassem às expressões britânicas, o que acabou não acontecendo. JK Rowling ficou tão feliz com a exportação de seu livro que permitiu a troca do tí­tulo, de Harry Potter and the Philosopher’s Stone (Harry Potter e a Pedra Filosofal) para Harry Potter and the Sorcerer’s Stone (Harry Potter e a Pedra do Feiticeiro). Pouco antes do lançamento do primeiro filme, a autora disse que estava arrependida dessa decisão. Pedra Filosofal foi o único livro com tí­tulo diferente nos EUA e Inglaterra.
  • O capí­tulo dez, O Dia das Bruxas, em que Harry e Rony salvam Hermione do trasgo e ela os livra do castigo, é o preferido de JK Rowling. Ele foi reescrito dez vezes.
  • Em uma entrevista, perguntaram à autora dos livros de Harry Potter se JRR Tolkien, autor da trilogia O Senhor dos Anéis, a havia influenciado para criar a saga de Potter. Rowling respondeu da seguinte maneira: Difí­cil dizer. Eu não li O Hobbit até depois do primeiro Harry ter sido escrito, embora tenha lido o primeiro Senhor dos Anéis aos dezenove anos. Apesar do fato óbvio de que ambos usamos mito e lenda, as semelhanças são superficiais. Tolkien criou toda uma nova mitologia, coisa que eu nunca poderia pensar em fazer. Por outro lado, acho que tenho piadas melhores.

 

Câmara Secreta:
  • Várias crianças sofreram um impacto resultante do contraste do primeiro livro com o seu sombrio sucessor. Algumas até deixaram de lê-lo.
  • JK Rowling teve um leve bloqueio criativo quando estava preparando a Câmara por causa do sucesso repentino que impulsionou a série Harry Potter. Finalizá-lo exigiu muito dela, por isso, é um de seus livros preferidos.
  • JK Rowling declarou que este foi o livro mais difí­cil para ela escrever, particularmente a explicação para as petrificações


    Prisioneiro de Azkaban:
    • JK disse que esse foi o livro da série mais fácil de escrever!
    • Um dos protagonistas, Sirius Black, foi citado rapidamente no iní­cio do primeiro livro. A moto usada por Hagrid para levar Harry bebê para Dumbledore na rua dos Alfeneiros pertencia a Sirius (pág. 18). Há um mistério envolvendo o paradeiro dessa moto, que dizem os rumores, será dito em um dos últimos livros.
    • Este é o livro preferido entre os quatro primeiros, segundo os 2.252 leitores que responderam à pesquisa do jornal escocês The Scotsman.
    • Prisioneiro de Azkaban é o primeiro livro lançado com a pottermania já consolidada. Inicia a fase de transição de Harry, da infância para a adolescência, e apresenta novos personagens, a maioria dos quais teve contato direto com Tiago e Lí­lian Potter. Dos livros lançados até agora, é o único em que Harry não se confronta com Voldemort no final.

    Cálice de Fogo:
    • Foi o segundo livro que vendeu mais rápido em todos os tempos; em sua semana de lançamento, mais de 6 milhões de exemplares foram vendidos nos EUA, forçando a editora Scholastic a começar novas impressões urgentemente. Ordem da Fênix tirou a liderança de seu antecessor.
    • Quanto ao tamanho do livro, JK comentou: “Sabia que este livro seria maior do que o terceiro, mas eu fiquei surpresa com o tamanho final. Mas este é o tamanho ideal para que a história possa ser contada.”
    • Este é o único livro entre os cinco primeiros da série cuja trama não se inicia na rua dos Alfeneiros.
    • JK Rowling disse que chorou muito ao escrever a morte de Cedrico Diggory, mas que não podia deixá-lo vivo: Tenho que seguir o que planejei.
    • A escritora também comentou que, enquanto trabalhava em Cálice de Fogo, passava cerca de 10 horas por dia escrevendo. Ela também reclamou que a pressão para terminar este volume foi maior do que nos três primeiros livros. O resultado: mesmo com tanto trabalho, a escritora terminou o livro dois meses após o prazo que ela mesma havia imposto.
    • Com o livro quase concluí­do, JK teve de reescrever quase 40 páginas, o que contribuiu para o atraso do livro!
    • JK Rowling afirmou que este livro é muito importante por marcar a transição entre a infância e a adolescência de Harry e os demais personagens principais. Muitos dos personagens que serão decisivos de agora em diante na história entram no enredo a partir deste volume.

    Ordem da Fenix:
    • Ordem da Fênix teve tiragem inicial recorde nos EUA – foram quase 8 milhões de livros postos à venda no paí­s no dia 21 de junho, data do lançamento oficial. No Brasil, Ordem vendeu 300 mil exemplares nos últimos 40 dias de 2003, tornando-se o livro mais vendido no paí­s naquele ano.
    • Como JK Rowling estava lançando um livro por ano, e Cálice de Fogo havia sido lançado em 2000, cogitou-se que a escritora estava sofrendo uma crise relacionada à “falta de inspiração”. JK, porém, negou os boatos, dizendo apenas que diminuiu o seu ritmo de trabalho para que pudesse se dedicar mais aos filhos.
    • O quinto episódio da saga potteriana foi concluí­do no final de 2002, e a editora inglesa Bloomsbury anunciou o fato em janeiro do ano seguinte. Foi revelado, então, que o novo livro teria um capí­tulo a mais e 33% mais palavras (ao todo são cerca de 255 mil) do que o volume anterior, Cálice de Fogo. A previsão de JK Rowling de que o quinto livro seria menor que o anterior foi, portanto, drasticamente contrariada.
    • O lançamento de Ordem foi cercado de muita histeria e confusão. Um funcionário da empresa Clays, responsável pela impressão dos livros na Inglaterra, roubou dois exemplares e tentou vendê-los ao jornal The Sun. O livro chegou às mãos do periódico, porém nada foi publicado, exceto fotos das primeiras páginas (que possuem apenas o nome do livro e o brasão de Hogwarts), e de um repórter lendo o volume. Também foi proibí­do o iní­cio das vendas antes da meia-noite do dia 21/6. Mesmo assim, um jornal nova-iorquino conseguiu o livro numa loja simples da cidade cerca de cinco dias antes do lançamento, e publicou importantes informações sobre o volume, como o nome de alguns dos novos personagens.
    • Alguns fãs ilustres dos livros potterianos sofreram da mesma ansiedade que os leitores “comuns”. Richard Griffiths, intérprete de Válter Dursley nos filmes de Harry Potter, declarou à imprensa que os atores deveriam receber Ordem da Fênix antecipadamente. Um diretor da Bloomsbury, porém, disse que o elenco deveria entrar na fila, como todos os demais fãs, no dia 21 de junho. Também não faltaram atores que previram a morte de seus personagens, como Tom Felton (Draco Malfoy) e Robbie Coltrane (Hagrid).
    • Assim como fez com Cedrico Diggory em Cálice de Fogo, JK Rowling chorou bastante ao matar Sirius Black. O marido de Rowling, Neil Murray, encontrou a escritora chorando na cozinha e foi consolá-la, enquanto ela dizia “Ele se foi”. Murray, que não sabia de quem Rowling estava falando, não entendeu nada.
    • JK Rowling participou oficialmente de apenas um evento do lançamento de seu livro – uma entrevista no Royal Albert Hall, em Londres, no dia 26 de junho. Rowling decepcionou as quatro mil crianças presentes ao declarar: “Eu realmente não acredito em magia. Eu acredito em alguns dons, como o da imaginação e a magia do amor. Mas a mágica de balançar uma varinha e fazer coisas acontecerem, não”. Quando foi questionada que poderes mágicos ela gostaria de ter, JK acabou revelando o seu sonho de consumo, que nem mesmo sua fortuna parece ser capaz de comprar: “Eu queria muito ter uma capa da invisibilidade. Sei que isso parece triste, mas eu a usaria para ir numa cafeteria, ficar sossegada e escrever o dia inteiro.”
    • Sobre o comportamento “não-me-toque” de Harry, JK declarou à revista Neewsweek: “Eu disse várias vezes que quero ver Harry crescendo de um modo realista, o que significa impulsos hormonais, e também a carga de raiva que os adolescentes sentem de vez em quando… Já era hora de ele ficar irritado com o modo que a vida o tratava.”
    • A editora Rocco, que publica os livros potterianos no Brasil, recebeu Ordem da Fênix apenas no dia 21 de junho. Após uma verdadeira maratona, em que tradução e revisão foram feitas simultaneamente, o livro pôde ser lançado a tempo de aproveitar as compras natalinas, no dia 29 de novembro.

    Enigma do Principe:
    • O livro foi lançado no Brasil um dia após o lançamento do filme Harry Potter e o Cálice de Fogo.
    • As datas acima são referentes ao lançamento das traduções na lí­ngua de cada paí­s. O lançamento mundial do livro em inglês foi realizado no dia 16 de julho, tendo por exceção apenas o Irã, que lançou o livro no dia 3 de Agosto.
    • Apesar de muitas críticas dos fãns quanto à tradução do tí­tulo do livro, onde muitos ficaram indignados por não ser traduzido como “Harry Potter e o Prí­ncipe Mestiço”, Harry Potter e o Enigma do Prí­ncipe foi escolhido pela própria J.K. Rowling. Segundo Lia Wyler, a tradução literal não daria conta da ambigüidade do original e Rowling pediu três sugestões. “Mandei o misterioso prí­ncipe, o prí­ncipe-mestiço e o enigma do prí­ncipe. Ela escolheu o último”, conta Lia.
    • A primeira tiragem de Harry Potter e o Enigma do Prìncipe nos EUA bateu todos os recordes, tendo 10.8 milhões de cópias. Dessas, 6.9 milhões foram vendidas nas primeiras 24 horas, batendo todos os recordes de venda. Ou seja, em média, as vendas ultrapassaram a marca de 250.000 cópias por hora, desde o lançamento na meia-noite de sábado.
    • Quinze paí­ses tiveram o lançamento de Harry Potter and the Half-Blood Prince simultaneamente orquestrado nas primeiras horas do sábado, dentre eles, o Brasil.
    • Segundo a Scholastic, o número de festas de lançamento do novo volume aumentou de 800, em 2003 (lançamento de Harry Potter e a Ordem da Fênix), para 5 mil. Estima-se que contando com as festas não registradas o numero de comemorações ultrapassa a marca de 10.000 festas somente no dia da estréia.
    • Em Edimburgo, 2.000 crianças assistiram à chegada de Rowling a um castelo do século XI, que foi incrementado com muitos efeitos especiais, onde a autora leu trechos do segundo capí­tulo do livro.
    • No Brasil, as lojas da livraria “Cultura” de São Paulo e Porto Alegre venderam 3.000 exemplares do livro em inglês nas primeiras 12 horas. Na “Cultura” do shopping Villa-Lobos, em São Paulo, que tinha mil exemplares importados no estoque, teve os livros esgotados em menos de 12 horas.
    • O site de vendas Amazon.com também informou ter batido todos os recordes da Internet, com 1,5 milhão de livros vendidos em algumas horas.
    • Depois de 9 semanas do lançamento, a Scholastic (editora americana de Harry Potter) anunciou que o sexto volume da série livro havia alcançado a marca de 11 milhões de livros vendidos, quebrando assim todos os recordes.
    • Os primeiros cinco volumes da série Harry Potter venderam mais de 270 milhões de cópias em 200 paí­ses. O livro foi traduzido para 62 idiomas.

    Relíquias da Morte:

    • Segundo pesquisa orquestrada pelo site da maior loja de vendas online do mundo Amazon, o último volume da série escrita por JK Rowling ficou no primeiro lugar na lista dos livros mais vendidos no Reino Unido, Estados Unidos, França e Alemanha, além de vir em terceiro no Japão num indíce marcando a euforia de compras de livros do ano de 2007.
    • Na mágica noite de lançamento do sétimo livro, JK compareceu à meia noite do dia 21 de julho no museu de História Natural em Londres para autografar livros. A editora Bloomsbury colocou dentro do evento 1700 pessoas e dessas, 500 foram sorteadas aleatoriamente, para participar da leitura que JK realizou. O processo de autógrafo aconteceu até o amanhecer, afinal foram 1700 livros, distribuídos de graça como prêmio aos leitores sorteados.
    • Segundo pesquisa encomendada pela revista nacional Veja, Harry Potter e as Relíquias da Morte, mesmo tendo sido lançado dois meses antes do fim do ano, foi o livro de ficção mais vendido de 2007, com aproximadamente meio milhão de cópias vendidas.
    • A editora britânica Bloomsbury calculou que 573.845 cópias do livro foram vendidas na Austrália nas primeiras 24 horas depois do lançamento, enquanto Harry Potter e o Enigma do Principe vendeu “apenas” 350.396 cópias. Na Alemanha, 398.271 livros foram vendidos. Na China, as vendas foram intensas no primeiro final de semana de publicação, com pré-vendas acima de 200% a mais do que o livro anterior. Na Índia, por sua vez, o livro vendeu por volta de 170 mil cópias nas primeiras 12 horas, quebrando o recorde conseguido pelo antecessor, Enigma do Principe, que vendeu em torno de 100 mil livros no dia de lançamento. O audio book vendeu 2.564 unidades do pacote completo nas primeiras 24 horas, incluindo versão adulta e infantil.
    • A maior companhia de vendas online Amazon, declarou que vendeu 2,5 milhões de cópias do livro “Harry Potter e as Relíquias da Morte”.
    • Segundo a Scholastic o sétimo filme quebrou todos os recordes ao conseguir a marca de 11.5 milhões de cópias vendidas nos EUA em apenas 10 dias. A editora ficou imprimindo cópias do livro até as últimas horas do pré-lançamento, e essa dedicação rendeu 14 milhões de livros impressos.

    Enviado por Lívia Andrade

     

   3. Melhores Frases

''Para a mente bem estruturada, a morte é apenas a grande aventura seguinte.'' - Dumbledore - Pedra Filosofal
 
·         '' A verdade, é uma coisa bela e terrível, e portanto deve ser tratada com grande cautela.'' - Dumbledore. - Pedra Filosofal

·         "Aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas se aproxima... nascido dos que o desafiaram três vezes, nascido ao terminar o sétimo mês... e o Lorde das Trevas o marcará como seu igual, mas ele terá um poder que o Lorde das Trevas desconhece... e um dos dois deverá morrer na mão do outro,pois nenhum poderá viver enquanto o outro sobreviver... aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas nascerá quando o sétimo mês terminar..." - Sibila Trelawney - Ordem da Fenix

·       "" Não há vergonha no que você está sentindo, Harry. Pelo contrário... o fato de ser capaz de sentir dor com tal intensidade é a sua maior força..." - Alvo Dumbledore - Ordem da Fenix

·         ''Hogwarts sempre ajudará aqueles que a ela recorrerem.'' - Dumbledore. - Camara Secreta

·         "As conseqüências de nossos atos são sempre tão complexas, tão diversas, que predizer o futuro é uma tarefa realmente difícil." - Dumbledore - Prisioneiro de Azkaban

·         "Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte" - Relíquias da Morte

·        " Você devia escrever um livro, traduzindo as maluquices que as garotas fazem para os garotos poderem entendê-las". – Rony Weasley. - Ordem da Fenix

·         “Posso ensinar-lhes a engarrafar fama, a cozinhar glórias, até a zumbificar se não forem o bando de cabeças-ocas que geralmente me mandam ensinar.” – Severo Snape - Pedra Filosofal 

·         "Sempre chame as coisas pelo nome que têm. O medo de um nome aumenta o medo da coisa em si.” - Dumbledore - Pedra Filosofal

·         "São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades" - Dumbledore - Camara Secreta

·         "Estou impressionado. Isto sugere que o que você mais teme é o medo. Muito sensato, Harry.” – Professor Lupin- Prisioneiro de Azkaban

·         “O mundo não é dividido entre pessoas boas e comensais da morte, todos temos luz e trevas.” – Sirius Black - Ordem da Fenix 

·         "A palavra de uma criança, embora honesta e verdadeira tem pouco valor para aqueles que não sabem mais ouvir" - Prisioneiro de Azkaban - Dumbledore

·         "É possível encontrar a felicidade nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz" - Prisioneiro de Azkaban - Dumbledore

·         "Existe todo o tipo de coragem. É preciso muita audacia para enfrentarmos nossos inimigos, mas igual audacia para defendermos nossos amigos"  -  Pedra Filosofal - Dumbledore

·          “Não faz bem viver sonhando e se esquecer de viver.” – Dumbledore – Pedra Filosofal

·         "Nunca confie em nada que é capaz de pensar se você não pode ver onde fica o seu cérebro." - Camara Secreta- Arthur Weasley

·         “Se você quer saber como um homem é, veja como ele trata seus inferiores, e não seus iguais.” – Sirius Black - Cálice de Fogo

·         “Não tenha piedade nos mortos, Harry. Tenha piedade dos vivos e, acima de tudo, dos que vivem sem amor.” – Dumbledore - Relíquias da Morte

·         “Voldemort é o meu passado, presente e futuro, Harry Potter...” - Tom Riddle - Câmara Secreta

·         “Não existe bem nem mal, só existe o poder, e aqueles que são fracos demais para o desejarem.” – Voldemort  - Pedra Filosofal

·         ''Tempos assim,fazem vir à tona o que alguns tem de melhor, e o que outros tem de pior.'' – Sirius – Cálice de Fogo

·         ''Compreender, é o primeiro passo para aceitar.'' – Dumbledore – Cálice de Fogo

·         ''Você está me pedindo perdão? Eu não perdoo.Eu não esqueço'' – Voldemort – Cálice de Fogo

·         ''Você não consegue reconhecer que não faz diferença quem a pessoa é ao nascer, mas o que ela vai ser ao crescer!" – Dumbledore – Cálice de Fogo

Aqueles que nós amamos nunca nos deixam de verdade.” – Sirius Black – Ordem da Fenix

Enviado por Lívia Andrade

****


Então, acabamos com nosso lindo Potter Day, pessoal!Tudinho reunido em um só post!
Esperamos que vocês tenham gostado e se animado para o Twilight Day!
Bjks e te esperamos, essa mesma hora, amanhã!

4 comentários

  1. AMEIIIIIIIIIIIIIII....adoro HP....
    a morte mais sentida pra mim foi a do Dobby.....
    é uma pena que teve q acabar....mas sempre teremos a magia perto de nós....

    ResponderExcluir
  2. Aí,que bom que você gostou, irmã!
    Bom... não curto muito HP, mas fiquei muito feliz em poder fazer o especial!

    ResponderExcluir
  3. voltei aqui em 2012 mesmo pq to passeando pelo blog e ameeeeei o post tá de parabéns mto bom até me emocionei aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnnnnnnnnnnnn! Menina, você voltou em 2012? Hahahahah!
      Que bom que gostou, tata <3

      Excluir