"A vida é uma tarde de chuva" - Carlos Henrique Abbud e Flávia Gonçalves


Oieeee genteeee....tudo bom com vocês?? Espero que sim!!!

Hoje nós vamos falar de um livro que de uma certa forma é bem especial para mim. E porque ele é especial? Simples. Porque os autores são nossos parceiros e são as pessoas mais fofas que pude conhecer nessa blogesfera....rs

Hoje nós vamos falar de A vida é uma tarde de chuva, dos queridos Carlos Henrique Abbud e Flávia Gonçalves. Bora conhecer?

O livro conta a história de Glenn, uma menina que vive sozinha no mundo e não se prende a lugar nenhum, vive vagando pelas estradas sem um rumo aparente. Em uma de suas andanças, ela pega carona ate seu destino mais próximo com Valiante, um estranho escultor que tenta a todo custo puxar assunto com ela.

Tudo ia bem (tirando as insistentes conversas dele) quando os dois sofrem um acidente que é causado por um homem prestes a tirar a própria vida. Com a pancada, Valiante desmaia e Glenn, mesmo ferida, decide ir falar com o homem e quem sabe tentar fazer com que desista dessa ideia absurda. O nome do homem era Achilles e a todo momento ele tenta alertar a ela para que não vá até o vilarejo próximo, pois seria um lugar bastante perigoso e que lá só havia apatia e sofrimento. Intrigada com as palavras dele, Glenn ainda tenta argumentar mas infelizmente não consegue impedir que Achilles cometesse suicídio.

Mesmo chocada por ter presenciado a morte de uma pessoa, ela decide seguir seu caminho, mas devido ao sol a pino que estava e por não comer a dias, Glenn acaba desmaiando no meio da estrada e só acorda algumas horas depois já em um vilarejo esquecido no tempo chamado Desídia. 
Desídia é um lugar que esconde muitos mistérios, como por exemplo cidadãos que não possuem nenhum tipo de alegria ou felicidade. Na realidade, os moradores aprenderam a camuflar suas emoções uma vez que em Desídia habita um monstro que se alimenta de vida interior. 

A partir daí nossos protagonistas se envolvem de uma forma contagiante em ajudar esse povo a se livrar dessa maldição e quem sabe poder viver um felizes para sempre.
Um livro com muitas emoções e por que não arrepios onde você não vai conseguir parar de ler. Corra até a livraria mais próxima e adquira essa obra mais do que maravilhosa.

*****************************************************************************

Eu tive o prazer de conhecer essas duas pessoas maravilhosas na Bienal de 2015 e com isso eu virei fã quando li o primeiro livro deles, Alice Black, princesinha do inferno (não viu?? Clica aqui). Agora em A vida é uma tarde de chuva, eles nos trazem uma aventura totalmente diferente, mas não menos gostosa de ler.

Logo de cara eu me apaixonei por Valiante...gente que coisa mais fofa é esse homem e é lindo de ver a forma que ele trata as pessoas e principalmente a força e apoio que ele dá a Glenn, mesmo ela dando várias patadas nele. 

O livro nos traz várias sacadas para que possamos aplicar em nossas vidas, por exemplo, eu vi uma frase que me chamou atenção foi:

“ O que podemos fazer de realmente útil nessa vida, diante da eternidade.”

Isso nos faz pensar em como estamos levando a nossa vida, se estamos dando a verdadeira importância ao nosso tempo, para as coisas que realmente importam.

Quando a gente vê o titulo do livro, não entendemos a principio o verdadeiro significado, mas a cada página que passamos percebemos que o titulo cai como uma luva. Por exemplo, tem uma parte que Glenn quer ir embora de Desídia e não se preocupa nenhum pouco com o que pode acontecer com as pessoas de lá, até que em uma tarde de chuva ela descobre o verdadeiro significado da palavra solidariedade e ela fala uma frase mais que maravilhosa:

“A vida é uma tarde de chuva e a felicidade depende das escolhas que nela fazemos.”

Como não gosto de dar spoiler a vocês, não trouxe muitos detalhes do livro mas me encantou muito ver a forma como a trama é desenvolvida, como os autores souberam desenvolver o mistério do vilarejo bem como dos moradores que vivem nesse local. 

A diagramação do livro também é linda demais. A cada final de capitulo, é colocado o desenho do trem de Desídia, da uma olhada:


Em resumo, um livro emocionante, divertido e porque não dizer misterioso e que faz a gente ficar preso até o final para desvendar todo o mistério que há em Desídia.

Quero agradecer aos mais que lindos Carlos Henrique e a minha xará Flavinha por mais uma vez acreditar no nosso trabalho e enviar essa linda obra pra gente....vocês são 1000. Olha como eles me mimam demais....rs




 E na Bienal desse ano eu pude dar um abraço bem gostoso nesses dois amores...


E eu vou ficando por aqui meus anjos, mas prometo voltar logo logo, mas não sem antes deixar vocês com o book trailer maravilhoso desse livro surpreendente



....um grande bjo no coração de vocês...

Flay


Nenhum comentário

Postar um comentário