"Por Lugares incríveis" - Jennifer Niven



Oieeeee people...tudo bom com vocês? Espero que sim!!!
Hoje nós vamos apreciar mais uma resenha do Renan...bora conferir!!!

Sinopse:
Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

***************************************************************************************

O que falarei desse livro? 
Só sei dizer que ele é só para pessoas fortes, pois suas últimas páginas me fizeram enfiar a cara no casaco dentro do trem pra esconder as lágrimas. É uma boa ouvir Lana Del Rey e Adele também, pois a fossa fica logo a sua frente.

Brincadeiras à parte, esse livro tem uma química incrível, me conectei a ele logo de cara, fiquei apaixonado pela escrita da Niven e ao mesmo tempo tive ódio dela. Confesso que não leio muitos livros de situações cotidianas, meu estilo é mais fantasia e policial, mas esse livro me fez ver como
esse tema é atual. Existem muitas pessoas que sofrem esses tipos de bullying e não tem o apoio necessário para passar por situações adversas, lembro-me também da minha época de escola, na qual eu e outras pessoas passamos por momentos bem complicados em relação a apelidos e brincadeiras sem graça. 

Vamos focar no livro, que apesar de tratar de bullying, multi personalidades e traumas profundos que te sufocam tanto que a sua essência desaparece, também trata de situações onde você encontra um alicerce para se firmar, assim começa a história de Theodore “aberração” Finch e Violet “ultravioleta Markante” Markey.

Tudo se inicia na escola onde Violet fica à beira do suicídio e ninguém menos que Finch a faz desistir (o que é estranho, pois ele tem tendências suicidas), fazendo com que ele crie no início uma obsessão por ela, mas que mais pra frente se torna algo especial. O que os ligou mais profundamente foi um trabalho de geografia onde eles deveriam visitar os pontos turísticos do estado. Daí se desencadeia uma história cheia de romance, aventuras, amizade e também muitas coisas amargas, como por exemplo, quando Violet tem que lidar com morte de sua irmã em um acidente de carro enquanto voltavam de uma festa, e isso a fez perder a confiança no mundo e em si própria.

 Enquanto Finch sofre com uma família destruída pelo egoísmo de seu pai e a falta de interesse de sua mãe, fazendo com que ele e suas irmãs não se importem com as consequências dos próprios atos.
O livro tem uma história linda, porém difícil, pois hoje reconhecemos várias Violets ou Finchs em outras pessoas ou até em nós mesmos. As linhas são escritas com uma sensibilidade ímpar e trata dos assuntos de uma maneira impactante e reflexiva. Eu realmente recomendo esse livro. 

Pra finalizar, gostaria de pedir que vocês refletissem sobre tudo isso que escrevi, pois as coisas são mais sérias do que pensamos, às vezes são pequenas “brincadeiras” que empurram as pessoas pro abismo, seja ele qual for. Quando for fazer “comentários”, pense, repense e depois trate de arcar com as consequências.

Bom, espero que vocês tenham curtido a minha resenha e prometo voltar logo...
um abraço
Renan.

Nenhum comentário

Postar um comentário